Construção única, prazer intemporal
 
 
 

A (Re) descoberta da Fábrica do Gelo

Só por volta de 1988 o complexo industrial foi redescoberto, pelo Espeleo Clube de Vedras que, posteriormente, realizou várias intervenções de limpeza do local.
No final da década de 90 foi levada a cabo, pelo Instituto Português do Património Arquitectónico (IPPAR), uma intervenção de restauro do edifício dos silos. Foi, então, feito um restauro integral dos três silos, com limpeza, refechamento de fissuras, consolidação das abóbodas, arranjo das coberturas e rebocos com areia pigmentada e cal.
Também em finais da década de 90, a Real Fábrica do Gelo foi classificada como Monumento Nacional (pelo Decreto n.º 67/97, DR 301, de 31de Dezembro de 1997).
Importa ainda referir a existência dum projecto conjunto, da Câmara Municipal de Cadaval e do ex-IPPAR, para a valorização de todo o complexo, destacando-se a transformação do edifício dos silos num centro interpretativo. Assim, desenvolveu-se um projecto de conservação, salvaguarda, valorização e divulgação que compreende cinco grandes acções, nomeadamente:

  • Projectos Técnicos – OS projectos técnicos foram feitos por um técnico especializado e englobaram a verificação e medição “in situ” dos trabalho a executar e a orçamentação dos mesmos. Estes projectos foram elaborados para a Conservação e Restauro das Estruturas Arqueológicas e Percursos e Envolvente.
  • Intervenções de Conservação e Restauro das Estruturas Arqueológicas – Teve como principal objectivo a conservação material das estruturas arqueológicas.

Desenvolveram-se trabalhos de recuperação necessários à preparação do complexo da Real Fábrica do Gelo para apresentação, preservação e integração na sociedade.
Pretendendo-se, assim, travar/ minimizar os processos de degradação do referido complexo, intervindo minimamente de forma a garantir a estabilidade das estruturas, sem alterar a leitura original, e torná-la mais perceptível para o público em geral.

  • Centro de Interpretação e Sinalética (interior e exterior) – Esta componente tem três grandes objectivos, o primeiro diz respeito à definição de uma leitura global de todo o complexo arqueológico, segundo, a interpretação das estruturas e sistema funcional e por último a criação de sinalética no exterior e de painéis para o interior do edifício dos silos. No interior do Edifício dos Silos passarão a estar colocados cinco painéis com a função de complemento do conhecimento difundido no exterior.

Estes painéis interiores visam proporcionar um conhecimento mais alargado sobre a temática do fabrico do gelo nacional e internacional. Os seis painéis exteriores, estão distribuídos da seguinte forma: um colocado à entrada do sítio e os outros directamente articulados com as estruturas a interpretar. A leitura destes sinais exteriores é indispensável para a compreensão do complexo.

  • Percursos e Envolvente – Esta componente paisagista foi orientada pelo respeito ao local e com um carácter didáctico, permitindo uma aproximação da população ao património com vista à sensibilização para a diversificação e riqueza. Assenta numa rede de percursos que articulam os diferentes espaços entre si.


  • Plano de Marketing – Pretende-se promover/ divulgar o Monumento Nacional – Real Fábrica do Gelo, e o seu papel inovador na produção de gelo. Assenta numa adequada divulgação do complexo industrial da Real Fábrica do Gelo, enquanto monumento nacional de características únicas, com boas condições para visitação e interpretação. A informação deverá, então, chegar a todos os destinatários de forma célere, clara e eficaz.

Entre outras acções destacam-se a elaboração de painéis/ outdoors, um guia desdobrável/folheto sobre a Real Fábrica do Gelo, material promocional/ merchandising, monografia com co-autores nacionais e internacionais, a criação de um site alusivo à Real Fábrica do Gelo, promoção na comunicação social, reforço da promoção nos roteiros turístico-culturais.

Espera-se, assim, transformar a Real Fábrica do Gelo no pólo de dinamização da Serra, mas também do Concelho e da Região.

 
HORÁRIO