Construção única, prazer intemporal
 
 
 

Planta do Complexo Industrial

Para o fabrico do gelo natural, o Monumento Nacional compunha-se por três áreas funcionais:

  1. área de elevação e distribuição da água – constituída, actualmente, por dois poços, uma casa da nora e um tanque reservatório (151 mil litros de água), tinha como função elevar e armazenar a água a distribuir pelas geleiras. Este conjunto integrou ainda um segundo tanque reservatório de grandes dimensões.
  2. tanques de congelação ou geleiras – conjunto de tanques de pequena profundidade organizados sequencialmente, de modo a que a água circulasse entre as várias geleiras. No período final a fábrica de neve tinha outra área de geleiras. Era nestes tanques que se colocava a água (cerca de 10 cm a 15 cm de altura) a congelar. Após a obtenção do gelo fazia-se a sua recolha (partido e amontoado com rodos) antes do nascer do sol, sendo depois transportado para os poços de armazenamento.
  3. poços ou silos de armazenamento de gelo e área de expedição – esta área integra dois poços de armazenamento (o maior com 346m3 de capacidade), onde o gelo era compactado de modo a evitar grandes perdas, uma sala onde se cortava e embalava o gelo e um terceiro poço onde se armazenava o gelo preparado a ser expedido.

Forno de Cal - terá sido construído para fornecer a cal com que foram feitas as argamassas para a cons­trução do complexo, bem como para a caiação do interior dos silos, como medida de higiene.

 
HORÁRIO